Versão para impressão

Glossário Simplificado de Termos Financeiros

A educação financeira voltada para a tomada de decisões autônomas envolve a compreensão da linguagem do mundo financeiro.

Este Glossário Simplificado de Termos Financeiros apresenta definições de palavras, siglas e expressões relacionadas a produtos e serviços do mercado financeiro, utilizando linguagem cotidiana.

Desenvolvido pelo Departamento de Educação Financeira do Banco Central do Brasil, seu conteúdo foi elaborado para ajudar o cidadão a tirar, de forma rápida, suas principais dúvidas quanto ao significado de termos utilizados nesse mercado. Os verbetes do glossário são apresentados da seguinte forma:

  • Termo
  • Sinônimo(s) ou expressão pelo qual o termo for conhecido, quando for o caso.
  • Definição do termo.
  • Exemplo de uso.
  • Indicação de termos relacionados.


Vale ressaltar que as definições aqui apresentadas não esgotam todos os conceitos, produtos e serviços disponíveis no mercado financeiro. Além disso, por serem fruto de um esforço de simplificação, tais definições não substituem aquelas estabelecidas em dispositivos legais nem as constantes de  normativos do Conselho Monetário Nacional e do Banco Central do Brasil.

 



Navegar usando este índice

Especial | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Todos

Página:  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  ...  12  (Próximo)
  Todos

A

A prazo

Pagamento em data posterior à compra. Desse modo, o comprador não paga no momento da compra, mas  fica com uma dívida (o dever de pagar no futuro), e o vendedor, com um crédito (o direito de receber no futuro).

Exemplo de uso: Essa loja aceita pagamento a prazo?

Ver também: à vista, dívida

À

À vista

Pagamento no ato, imediatamente.

Exemplo de uso: Se eu comprar a televisão com pagamento à vista, a
loja me dará um desconto.


Ver também: a prazo.

A

Alíquota

Para se calcular quanto se pagará de imposto, precisamos de uma base de cálculo e de uma alíquota. A base de cálculo é a quantia em dinheiro determinada, por exemplo, pelo valor de um automóvel, de uma casa, de um produto, de um salário etc. A alíquota é o percentual (a fatia) dessa base de cálculo que deverá ser paga ao governo a título de imposto.

Exemplo de uso: Nas aplicações financeiras, a partir do primeiro dia da aplicação, a alíquota do IOF vai diminuindo progressivamente, até zerar no 30º dia.

Ver também: IOF.

Amortização

Uma dívida normalmente é composta de duas partes: o principal e os juros. Amortização é o pagamento do principal, o que efetivamente reduz a dívida. No valor total de uma prestação, por exemplo,parte é destinada para amortizar (reduzir) a dívida e outra para o pagamento de juros e outros encargos (despesas financeiras).

Exemplo de uso: Ao pagar um empréstimo de R$1.000 (o principal) em 10 parcelas de R$120,em cada parcela, R$100 são para a amortização,e os R$20 restantes vão para o pagamento de juros e encargos.


Ver também: dívida, empréstimo, encargo, financiamento, juros, parcelado,principal, saldo devedor.

 

Anuidade

É uma tarifa ou despesa que se paga por ano para ter acesso a determinado produto ou serviço.

Exemplo de uso: Paguei a anuidade do meu cartão de crédito.

Ver também: tarifa bancária.

Aplicação

É a colocação do dinheiro poupado em algum tipo de investimento (caderneta de poupança, fundos de investimento, ações, previdência privada etc.), com o objetivo de obter ganho financeiro, isto é, de fazer esse dinheiro render (aumentar). Enquanto estiver aplicado, o dinheiro não fica disponível para uso imediato. Para usá-lo, é necessário, antes, solicitar ou fazer o resgate. Assim, além do rendimento da aplicação, é importante procurar saber as condições do resgate, especialmente se você necessitar do dinheiro antes de terminar o prazo da aplicação. É preciso se informar, por exemplo, sobre o prazo mínimo que o dinheiro deverá ficar aplicado para receber os rendimentos da aplicação, bem como os possíveis descontos sobre o valor investido.

 

Exemplo de uso: Estava com um dinheiro parado na conta e resolvifazer uma aplicação em um fundo de renda fixa.

 Ver também: investimento, juros, poupança, rentabilidade, retorno,resgate, risco.

Aval

É um tipo de exigência feita pelos credores (financiadores) para conceder um empréstimo ou financiamento. Uma pessoa faz um empréstimo (o avalizado) e outra dá o aval (o avalista): o avalista, na realidade, está prometendo pagar a dívida do avalizado, caso este não faça os pagamentos.

 Exemplo de uso: Dar aval é muita responsabilidade, pois, se o devedor não pagar a dívida, o avalista terá que honrá-la.

 Ver também: credor, devedor, dívida, garantia.

B

Beneficiário (cedente)

É quem vai receber o valor cobrado em um boleto. Normalmente, éuma empresa onde foi feita uma compra ou que prestou um serviço.

 Exemplo de uso: O banco recebe o pagamento feito pelo pagador etransfere o valor pago para a conta do beneficiário. Se o nome que aparece no campo “beneficiário” do boleto for diferente do nome da empresa em que a compra foi realizada, é importante consultar o banco que emitiu o boleto.

 Ver também: boleto, mora, multa, pagador.

Bloqueio

É a proibição de funcionamento do cartão de crédito ou débitopor motivo de controle e segurança. A instituição financeira (banco,financeira, cooperativa de crédito etc.) envia para o cliente o cartão bloqueado, ou seja, impedido de funcionar. Para utilizar o cartão,o cliente precisa fazer o desbloqueio em um caixa automático ou pelo telefone, na central de atendimento da instituição financeira.

Enquanto o cartão estiver em uso, o bloqueio também pode ocorrera pedido do cliente ou por ordem da própria instituição, caso ocorra algum problema com o cartão uma falha de segurança,por exemplo.

Exemplo de uso: Em caso de roubo, furto ou perda de cartão, ligue para o banco e peça o bloqueio imediatamente

Ver também: cartão de crédito, cartão de débito, desbloqueio.

Boleto

Boleto de cobrança

É um documento de cobrança que permite o pagamento de um valor devido, em função de uma compra ou prestação de serviço.

Até a data do vencimento, o boleto pode ser pago em diversos estabelecimentos, como agências bancárias, cooperativas de crédito, caixas eletrônicos, casas lotéricas e supermercados. Após o vencimento, normalmente, o boleto só pode ser pago em um posto de atendimento da instituição financeira que emitiu o documento.

Exemplo de uso: Comprei um livro pela internet e escolhi boleto bancário como opção de pagamento.

Ver também: cedente, juros, mora, multa, sacado.


Página:  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  ...  12  (Próximo)
  Todos