Muitas vezes, queremos consumir mais do que nossa renda atual nos permite. Muitos não conseguem se controlar e acabam se endividando. Consumir não é errado. Pelo contrário, o consumo atende a nossas necessidades e nossos desejos. O consumo possibilita-nos alcançar os sonhos, como realizar a viagem tão desejada. Para evitar que o dilema entre o querer e o poder nos coloque em uma enrascada financeira, devemos planejar o consumo. 

Ponha em prática

  • Mude seus hábitos, para consumir mais e melhor. Pequenas mudanças no seu comportamento diário podem levar a grandes resultados. Comece hoje mesmo!
  • Tenha disciplina e compromisso. Ao controlar seus impulsos de consumo, o maior beneficiário será você mesmo. Além disso, você irá contribuir para a sustentabilidade do ambiente.
  • Planeje suas compras parceladas. Quando você anota suas prestações para os meses futuros, torna-se mais consciente do quanto sua renda já está comprometida. Isso evita compras parceladas em excesso e protege contra problemas de se endividar.
  • Reconheça as estratégias de vendas. Ao tomar consciência do que o marketing e o comércio fazem, você estará mais capaz de resistir às tentações do consumo e das armadilhas que aparecerem.
  • Adote um estilo de vida saudável, em vez de se guiar apenas por modismos ou status social. Estar consciente do que é importante para suas necessidades ajuda nas decisões de consumo.
  • Não amasse ou rasgue as células, nem escreva nelas. Quando você conserva as cédulas em bom estado, mais tempo elas irão durar, circulando nas compras e vendas, custando menos para você e para sociedade. 

 

Para aprender mais

O Banco Central disponibiliza gratuitamente o Curso Online de Gestão de Finanças Pessoais e o Caderno de Educação Financeira com Foco na Gestão de Finanças Pessoais. No módulo 4 do Caderno, intitulado Consumo Planejado e Consciente, você poderá:

  • Entender as vantagens e as dificuldades de planejar o consumo;
  • Conhecer as estratégias e as técnicas de vendas utilizadas pelos comerciantes para conquistar o consumidor e as atitudes que podem ser adotadas pelo consumidor para evitar o consumo por impulso;
  • Promover o consumo consciente com práticas sustentáveis, mesmo no que se refere ao uso e à conservação do dinheiro. 

 

Vídeos relacionados


 

 

Links relacionados